Como fazer o cabelo crescer rápido? Veja 11 dicas de especialista

Muitas pessoas sonham em ter os cabelos grandes e saudáveis, no entanto, por inúmeros fatores o ‘ projeto Rapunzel’ acaba não funcionando da maneira esperada. No entanto, o que poucas pessoas sabem é que existem fatores que contribuem para que não haja um crescimento rápido, como a falta de vitamina e a genética.

Se você está em busca de fios grandes e saudáveis, saiba que este artigo te ajudará. Confira a seguir 11 dicas concedidas pela tricologista Viviane Coutinho, docente da Academia Brasileira de Tricologia (ABT).

Segundo a especialista, geralmente os fios crescem cerca de 1 a 1,5 cm por mês, mas essa estimativa varia para cada pessoa, pois pode depender do hábito de vida. Muitos fatores como a nutrição, a genética e as alterações hormonais são por exemplo, fatores que influenciam o crescimento capilar.

Veja abaixo hábitos que podem ser adotados para ajudar em um crescimento mais rápido e saudável das madeixas.

1- Hidratar os cabelos semanalmente: o procedimento é essencial para deixar a fibra saudável para evitar a quebra.

2- Massagear o couro cabeludo: a massagem deve ser feita em movimentos circulares com um tempo estimado de 3 a 5 minutos, utilizando sempre as pontas dos dedos e nunca as unhas, pois elas podem machucar o couro cabeludo. Dê preferência por iniciar nas pontas e vá subindo ao topo da cabeça. Essa ‘massagem’ ajuda para que haja uma maior irrigação sanguínea no local, assim a raiz do cabelo receba mais nutrientes, o que favorece o crescimento dos cabelos.

3- Ter uma boa alimentação: cuidar da saúde do cabelo também envolve uma boa alimentação. Como os sistemas corporais são interligados, é de extrema importância que haja um equilíbrio em todo o corpo. No entanto, para que os nutrientes cheguem aos fios, é necessário que haja um estoque de nutrientes no corpo, o suficiente para atender primeiro aos órgãos vitais e em seguida todo o restante. Uma má alimentação pode provocar um déficit nutricional que resulta em perda capilar e outros prejuízos para a saúde.Com a carência nutricional, os fios ficam mais frágeis e propensos a cair.

4- Beber bastante água: cada fio de cabelo tem em sua composição uma proporção que varia entre 12 e 15% de água, assim, se não ouver a ingestão de muita água, tendem a ficar desidratados, fracos e quebradiços, o que pode levar a queda.

5- Evitar lavar os cabelos com água quente: a água quente agride o couro cabeludo, o que gera mais oliosidae que mais tarde pode se tornar uma dermatite seborreica, ocasionando a queda.

6- Não dormir com os cabelos molhados: cabelos úmidos ou molhados quando abafados seja ao dormir ao prender, faz com que haja a proliferação de fungos e bactérias, aumentando assim as chances de inflamações.

7- Higienizar o couro cabeludo e os fios: Assim como o corpo, o couro cabeludo também acumula poeira, resíduos de produtos e diversas outras partículas, por isso é necessário uma higienização frequente. A falta de higienização como citado anteriormente, provoca a oliosidae, que em excesso pode causar a proliferação de fungos, gerando uma inflamação ligada à coceira, descamação e queda dos fios.

8- Ter uma boa noite de sono: muitas noites seguidas de um sono ruim podem interromper o ciclo de crescimento do cabelo, o que, por sua vez, leva à queda dos fios.

9- Não se estressar frequentemente: períodos de estresse também podem fazer o cabelo cair mais do que o normal. O conhecido como hormônio do estresse faz com que sejam liberadas células inflamatorias o que prejudica a saúde capilar, tendo em vista que chegam menos nutrientes de qualidade no folículo capilar, causando queda de cabelo.

10- Não fazer grandes tensões em penteados: tensões e em tempos prolongados e repetitivos podem nos causar perda capilar, que se não tratada ou insistida pode ser irreversível.

11- Praticar atividades físicas: atividades físicas aumentam a oxigenação e circulação, o que favorece a chegada de nutrientes para os cabelos.

Fonte: UOl



Escrito por italo