Fifa cria exceção em que clubes não serão obrigados a ceder jogadores às seleções nacionais

Foi decidido pelo conselho da Fifa que era hora de criar algumas exceções para que dessa forma os clubes possam se livrar da obrigação de ceder os jogadores às seleções nacionais em disputas internacionais que ainda faltam para o fim desse ano.

A decisão abrange os campeonatos sul-americanos em suas quatro primeiras rodadas das eliminatórias.

Tal medida já foi adotada pelas seleções europeias desde o início do mês passado. A medida tem acompanhado o protocolado de segurança sanitária, que está sendo exigido para que seja possível o retorno dos torneios das entidades.

A decisão foi celebrada por diversos clubes. A maioria se agradou da ideia e concordou que tal fato é realmente a decisão correta.

FIFA-logo-tricurioso - TriCurioso

Coronavírus e sua influência na decisão

A crise causada pelo coronavírus afetou o mundo inteiro. O modo de viver, em muitas das vezes precisou ser reinventado. Assim também aconteceu no futebol. Foi a Covid-19 que motivou a decisão da Fifa, pois dessa forma, é possível limitar a locomoção dos jogadores em alguns países europeus.

Inclusive, alguns lugares da Europa estão impondo quarentena para àqueles que chegam de viagem. Mas, em alguns casos a obrigação de liberar os jogadores não serão aplicada.

A decisão da Fifa foi aplicada com sabedoria, resguardando dessa forma os jogadores de todos os times de futebol.

Fonte: GloboEsporte



Escrito por Redação TOp