Prefeito de Manaus desabafa e pede ajuda urgente antes que o pior aconteça

O município de Manaus está vivendo uma caos nos últimos dias. O município está tendo uma onda de ataques vindas dos traficantes. Até a noite do último domingo (6), foram 21 veículos e quatro agências bancárias incendiadas.

Com os ataques sofridos, o prefeito da capital, David Almeida, se manifestou e sugeriu que as Forças Armadas fossem as ruas para combater os ataques sofridos a Manaus (AM).



Em conversa com o comandante Militar da Amazônia, general Luís Carlos Gomes Mattos, e o governador, Wilson Lima, o prefeito avaliou sobre as atitudes que o Estado devem tomar em relação aos ataques sofridos.

David Almeida começou dizendo que os traficantes estavam atacando a cidade durante o dia, e que não gostaria de imaginar o que poderiam fazer durante a noite. Também disse que estava no momento de invocar a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), de pôr o Exército nas ruas da cidade.

O prefeito de Manaus também disse que pretender disponibilizar armamento aos Guardas Municipais de Manaus, para tentar diminuir o caôs na região até que GLO comece a circular na região.

“E eu, como prefeito, não vou aceitar isso. Eu estava com minha equipe aqui, nós tínhamos quase que certeza que eles viriam fazer isso. Colocamos nossa guarda municipal. Eu estou aqui com o doutor Sérgio Fontes, que vai ser o nosso secretário de defesa social. Vamos armar nossa guarda municipal. Não armamos ainda em função dos decretos que impedem a criação de novas estruturas.”

David finalizou dizendo que só não disponibilizou arma aos Guardas Municipais, devido o decreto que impede, mas que estava à procura de uma maneira de mudar o decreto e resolver o problema do município.

No domingo, o governador Wilson Lima, pediu o reforço da policia militar em Manaus e região metropolitana.

“Nem em guerra. Nem numa guerra atacam uma ambulância. Atacaram uma ambulância. Muito ousados, muito abusados. Chega!.”

Segundo informações da Secretaria de Segurança Publica do Amazonas (SSPAM), o principal motivo para o inicio do vandalismo na região, foi devido a morte do traficante de drogas Erick Batista Costas (Dadinho), no domingo.

Finalizando a entrevista, o prefeito pediu:

“Você que sabe, você que conhece alguém… esses marginais, rondam pelas suas ruas liguem para a polícia. Denunciem. É hora de nós tomarmos uma posição contra esses marginais. A sociedade é das pessoas de bem. Nós não vamos ficar reféns e à mercê da marginalidade. Nós não vamos parar. Vamos continuar trabalhando e eu espero que o Estado possa agir com pulso firme.”

Fonte: G1



Escrito por Rose